Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2015

Lembrança

Os ipês rosados davam um charme todo especial.
O céu de uma azul vivo completava a tela.
O som dos pássaros tinha um poder metafísico de transcender o tempo e espaço e o colocava novamente na casa do avô, criador de pássaros e sempre com uma boa conversa embalada pelo rangido do armador e do punho da rede.
Sentiu-se bem.
Encontrou a paz que buscava.
Suspirou com o contentamento de quem enfim conseguiu esquecer o que tanto o atormentava.
Aqueles dias de dor estavam chegando ao fim.
A angustia que até então lhe apertava o peito...

Alongou o suspiro no meio...
Lembrou-se de tudo que viera esquecer...
Começava tudo do zero...

Rua do desejo

Passou gel no cabelo.
Colocou o sapato mais novo que tinha.
Ainda não tivera tempo de comprar roupas novas então tascou aquela blusa preta de banda de rock mesmo.
O sapato verde limão com um short azul de tactel e a blusa preta formavam uma combinação tão correta quanto terços e cocaínas.
Era uma imagem meio tosca, mas enfim... era o que tinha pra hoje.
Era o primeiro mês de Teobaldo fora da cadeia.
Passara quase quinze dias andando a esmo, só pelo prazer de andar mesmo.
Passava na casa do amigo que o abrigara, tomava um banho, descolava alguma coisa pra comer e ia pra rua de novo.
Gostava do barulho do centro cheio e do vento que tinha lá na avenida central.
Mas cada vez que voltava do centro vinha por um caminho diferente.
Nunca entendeu o porquê, talvez nem existisse, fosse só mania mesmo, sempre que ia a algum lugar tentava voltar fazendo outro caminho.
Talvez mania de perseguição do tempo da cadeia, ou mais uma das pequenas loucuras que o alimentava.
Lembrava de que quando era cr…