Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2016

Maratonista

Sentado na poltrona de couro falso, a taça de vinho esquentando entre os dedos.
O cabelo escorrendo sobre a testa e pregado no pescoço denunciava o suor.
A casa inteira era um caco.
Os móveis agora talvez não interessassem nem ao carreteiro.
Os eletrônico não tinham mais fio ou motor que funcionasse.
Do braço o sangue vertia em direção ao copo transformando o outro vinho branco em algo mais próximo de um rosé.
Se ainda tivesse espelhos veria o corpo todo recoberto de marcas.
Não havia osso que não lhe doesse.
Contudo, houvesse um espelho, provavelmente não repararia nas ronchas ou nos cortes.
Estava exausto, mas estava feliz.
O cansaço que lhe amarrava cada músculo era semelhante ao do maratonista em fim de prova.
Extenuara-se. Desgastara-se. Consumira-se.
Mas sentia-se feliz... Enfim colocara pra fora a raiva que o consumia.
Permitira que a bomba explodisse.
Apagava tudo de até então e enfim podia voltar a ser.

Sorriu.

Rotina

Casa
Trabalho

Casa Trabalho
Trabalho Casa

Casabalho
Trabasa

Catrabasalho


Sabedoria canina

Sábios são os  cães.
Sem filosofia alguma encontraram a essência do ser.
Conhecem uns aos outros pelos cus e pelos toletes solenemente repousados nas calçadas. Verdadeiras cápsulas de identidade.
Afinal, todos nós estamos fadados, da primeira sinapse ao último suspiro, a fazer merda.

A demasia do excesso.

Estava cansado.
Não do trabalho, ele era bom.
Não da casa, la estava tudo certo. Cansou do exagero.De ver todos sempre tão hiperbolicamente felizes.
Não se tinham mais fins de semana legais. Eram sempre os mais memoráveis. Acompanhados por amigos? Não, pelos melhores do mundo. A turma mais "top"...
Nunca se estava triste.
Quando se admitia alguma dor, essa era a maior dor do mundo... Que se explodissem os sofrimentos dos famintos e dos lutuosos, nenhuma dor nunca seria dor maior...
Não se falava de política, torcia-se por ela.
Não se defendia um ponto, brigava-se por ele. E ai de quem ousasse discordar... Mesmo que com argumentos, era apenas a opinião...
Não conversavam mais, expunham aos gritos o que queriam.
Não se rezava, obrigava-se a Deus a prestar atenção, nem que para isso fosse preciso fazer o som da exigência chegar até a estratosfera. Não via como seria possível, tanta taurina e tanto rivotril... Talvez faltasse o movimento suave com a ponta do lábio mais que uma c…