Democracia moderna e antiga e nova e velha e...

- Sua postura é inadmissível. Como você acredita que poderíamos compactuar com suas ideias? Tenha a dignidade de sair e fechar a porta atrás de você!
- Não o farei. Por que deveria me retirar se defendemos aqui um espaço plural para debatermos ideias?
- Hahaha, você me faz rir tentando usar o argumento do diálogo para se justificar. Dê-se o respeito rapaz.
 - Ainda não ouvi nenhuma resposta...
 - E nem vai ouvir, por que eu perderia meu tempo ou gastaria a minha saliva com alguém intolerante como você?
- Tem certeza que a intolerância é minha?
- Com toda a certeza, você representa a sociedade machista, atrasada e preconceituosa, é você quem vem a séculos marcando com sua intolerância a nossa história a ferro, fogo e sangue. Você quem levou tantos dos nossos a serem escorraçados em praça pública, você quem nos humilhou durante tantos anos e agora que estamos tentando conseguir nossos direitos você vem nos ofender como uma forma de garantir seu status quo! Criado a pão de ló por uma sociedade que compactua de seus preceitos você não consegue admitir que sua hora passou! A liberdade chegou e você não pode fazer nada para conter a onda da verdade que solapa nossos tempos! Admita seu porco-fascista-reacionário!
 Coçou a cabeça três vezes, levantou as sobrancelhas, franziu a testa... - É... eu parei no preconceituosa...
 - Pois eu repito para que você não se esqueça: porco-fascista-reacionário! filhinho-de-papai-burgues-de-meia-tigela!
 - Ok... entendi o recado... e por sinal me lembrei da inquisição...
 - Nem me venha falar na inquisição. Afinal, é isso que você e seu povinho quereriam não é?! Trazer de volta esse instrumento monstruoso da babel de tentáculos que só serviu para queimar os nossos e representar o atraso em que vocês queriam impor nossa sociedade! SAIA daqui, nem você nem nenhum outro conseguirá trazer de volta essa sociedade intolerante e preconceituosa! Seu pensamento assim como o dos seus representa o retrocesso, é isso que você é, um retrogrado, um neandertalense de meia tigela que quer impor sua autoridade através do grito! Mas você não vai conseguir, não vai! Você não pode se interpor entre nós e o mundo novo de respeito, tolerância e amor que está nascendo! S-A-I-A daqui!!!!
 - Tudo bem, não pretendo...
- SAIA! Qual parte da palavra você não entendeu?! Ou você é alguma espécie de débil mental? É? É isso que você é! Um doente, um maluco, só pode, para achar que pode vir aqui nos ensinar o que é democracia quando na verdade você e seu povo nunca nos deram o espaço devido! Estamos pegando o que é nosso e se for preciso para isso que você se exploda, azar o seu!

Saiu... fechou a porta... bateu os sapatos no tapete de entrada...

 - Até que enfim, voltemos a nosso debate sobre os caminhos da democracia moderna. De quanto é mesmo a ajuda de custo...  

Comentários

  1. Minhanoussasinhoradabicicletinha! D'arrepiar! Parece até que foi de verdade!

    ResponderExcluir
  2. é bem isso mesmo. Essa ideia de espaço plural de debate de ideias estaciona na primeira diferença.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

"A beleza do morto"

A demasia do excesso.

Sabedoria canina