A merda fica!

Acordou dois minutos antes do despertador.
Jogou-se debaixo do chuveiro.
A água retirava o cheiro de cama que ainda impregnava-o de preguiça.
Lanche... Dentes escovados...Fio dental... Arrumou a cama... Gel no cabelo... Blusa azul de botão... Penteou os cabelos... Porta...
Duas doses de ar, o vento prenunciava que o dia seria quente.

Portão... rua... - Bom dia?! - Opa, tudo bem?!  - E a senhora como vai?!...
Na parada, os mesmos rostos de sempre.
Lotação... 
"Secretária, que trabalha o dia inteiro comigo..." Fones ativos "Cosmic Love" era o melhor começar o dia. Abandonou o ônibus com seus passageiros, motorista e aquele mesmo repertório de sempre no programa do Evaldo Costa.

- Com licença, com licença... 
Rua... Calçada... Escadas... Chave...

OI?! QUE MERDA É ESSA?

Os olhos pareciam não querer acreditar, mas o olfato não enganava, no meio daquele caos tinha um tolete de bosta, de BOSTA no meio da sala!!!

Entronizadamente postado no meio da sala, ainda recebia uma banho de luz unidirecional vindo do teto arrombado.

Ao redor, o caos, ao centro, a merda.

- Alô... 
- Polícia Militar, bom dia.
- Cagaram no meio da minha sala... 
- Senhor... esse é um telefone de utilidade pública, e só infor...
- CAGARAM NA MINHA SALA!!!! Arrombaram o teto da minha loja, desarrumaram tudo a procura de dinheiro e antes de ir embora cagaram na minha sala...
- Senhor, me passe seus dados e logo encaminharemos a viatura mais próxima para atender sua ocorrência.
- Sim... e qual o tempo de demora?
- Não mais que uma hora senhor... sabe como é, a copa ta chegando aí e a área do senhor não vai receber jogos...
- Espera aí... que dizer que e vou ter que passar uma hora olhando para essa merda enquanto a polícia decide se dá ou não o ar de sua graça por aqui?
- Senhor... se acalme, cuidado com o desacato...
- Desacato? DESACATO???!!! Meu amigo... me diga só uma coisa, quem vai limpar essa merda?
- Quem vai limpar eu não sei, mas não mexa na merda, ela é evidencia de um crime, até que a polícia chegue, não faça nada.
- Essa merda é evidência de um crime? Vocês por acaso vão retirar o DNA da merda? Vocês vão fazer algum teste farmacêutico pra saber se o dono da merda está com algum verme ou algo assim?
- Cidadão, a merda fica! Ou o senhor acata as minhas instruções ou eu me nego a encaminhar uma viatura! 
...
...
...

A merda ficou... por uma, duas, três horas... depois da quarta hora ele já nem reparava mais que ela estava ali. 
...
....
.....
Trancou tudo, já estava se dirigindo para o ponto do ônibus quando sentiu a catinga novamente.
Olhou meio atônito ao redor e só então se deu conta.
As luzes vermelhas e azuis intermitentes que acabaram de chegar despertaram-lhe a atenção.
Sentia o fedor... era o mesmo que estava dentro da sala quando ele entrara, um fedor de descaso, um fedor de desrespeito, um fedor de autoridade forjada, um fedor de quem há muito tempo esqueceu quem deve servir e a quem deve proteger. Era só mais um em meio há um mar de merda que tentava manter a cabeça de fora e respirar um pouco de dignidade...

 

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

"A beleza do morto"

A demasia do excesso.

Sabedoria canina